segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Nosso Lar

 
    Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo,
Qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.
(Chico Xavier

Faz uma semana que fui assistir "Nosso Lar", filme de Daniel Filho baseado no livro homônimo, psicografado por Chico Xavier e ditado pelo espirito de André Luiz, um médico que faleceu nos anos 30, contando sobre a vida após a morte.
Eu já tinha lido o livro e tinha os cenários mais ou menos desenhados na minha mente.
Fiquei surpresa apenas com os traços futuristas da cidade de "Nosso Lar", que parece ter sido projetada por Oscar Niemeyer. Na verdade, me lembrou Brasília, a praça central e a Esplanada dos Ministérios.
Dizem que Brasília tem essa forma não por acaso, mas por sugestões espirituais também.
O filme é muito comovente, traz uma mensagem muito bonita, sem ser doutrinário.
É muito interessante ver como filmes, séries e novelas de tema espírita tem feito sucesso e tem sido aceitos por muita gente.
Espero que isso não seja só "modismo", mas uma real oportunidade de divulgar a doutrina espírita, combatendo preconceitos. 
Vale a pena ver o filme e ler os livros ditados por André Luiz, que trazem uma chance de sabermos melhor como se passam as coisas após nossa passagem.
É uma linda forma de comemorar o centenário de Chico Xavier.

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Olha só quem chegou!

Este é o Bob Marley!
Temos um novo habitante aqui em casa. 
Um bebê de 3 meses peludo e de 4 patas. O nome dele é Bob Marley.
Ele veio de uma casa na Granja Vianna onde morava desde que sua mãe foi resgatada prenha na Raposo Tavares.
Eu o encontrei num site chamado "Anjos para Adoção" (você acha o link na coluna à direita) escrevi um e-mail para a pessoa que cuida dos bichinhos abandonados e ela então nos trouxe essa meiga criaturinha no sábado passado.
Ele já está castrado e vai ser vacinado esta semana e, se Deus quiser, viverá conosco por muitos anos nos trazendo alegria com seu rabinho abanando.
Todo mundo já caiu de graças por ele, a casa já gira em torno desse bichinho tão amoroso.

Adote você também um bichinho, afinal, amigo não se compra!

sábado, 28 de agosto de 2010

Vídeo absurdo do TSE



REPÚDIO A ESSE VÍDEO!
Desde a primeira vez que assisti a esse vídeo feito pelo TSE para fazer propaganda das eleições e, pretensamente, orientar os eleitores sobre a importância do voto consciente, me revoltei com o uso indevido da imagem de um falso dentista.
Como sempre a mídia, ao invés de promover a boa imagem da minha profissão, denigre, ridiculamente, colocando um dentista transtornado, com feições de louco, querendo aplicar uma injeção, que causaria "amnésia de 4 anos" numa paciente indefesa.
Não bastasse a falta de imaginação do roteiro e o mau gosto das imagens, o TSE ainda contribui, de forma vergonhosa, para alimentar o mito absurdo do "dentista sádico".
Não estamos mais na idade média e faz muito tempo que ir ao dentista não é mais um sofrimento.
Nós, cirurgiões-dentistas, somos profissionais de saúde, e, como tais, merecemos respeito, tanto quanto os médicos, que são verdadeiramente santificados pela mídia.
O CRO-SP (Conselho Regional de Odontologia de São Paulo), hoje, finalmente publicou uma nota de repúdio a esse vídeo, que presta um grande desserviço à população brasileira e aos profissionais dentistas.
Eu também publico aqui no meu blog meu manifesto de repúdio a essa idéia infeliz do TSE.
Por favor, quem visitar meu blog, divulgue esse manifesto de repúdio.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Ditadura da Cor de Rosa

Li um texto muito interessante, da Mirian Goldemberg, hoje no suplemento Equilíbrio, da Folha de São Paulo e quero compartilhar aqui porque tem muito a ver com o que eu penso.
Ele fala sobre a ditadura da cor de rosa, ou seja, hoje todas as meninas tem roupas, brinquedos, mochilas, canetas, cadernos, etc. cor de rosa. Nenhuma outra cor tem espaço.
Já os meninos tem muito mais liberdade, eles usam qualquer cor numa boa, até o rosa.
E essa monocromia tem muito a ver com o padrão que hoje se exige da mulher, aliás, por elas mesmas...
O rosa lembra feminilidade, romantismo, fragilidade, sensibilidade, tudo que, no seu lado negativo, as mulheres de outros tempos fizeram de tudo para afastar do estereótipo da mulher.
E hoje esse estereótipo volta de uma forma muito mais negativa e cruel. As mulheres querem ser submissas, frágeis, bonitas, loiras e burras. "Modelos e atrizes".
Vou colocar aqui o link pra acessar esse texto em outro blog, porque na Folha ninguém consegue entrar.
http://sergyovitro.blogspot.com/2010/08/mirian-goldenberg-princesas-cor-de-rosa.html
Leiam, vocês vão gostar.
E vamos pensar, vamos colocar mais verde, azul, lilás, amarelo, branco e outras cores no mundo das meninas.
Elas podem ser românticas, sensíveis, bonitas, mas também podem ser fortes, inteligentes e independentes!
Vamos começar a cortar esse movimento das "mulheres-fruta", que são só um corpo sem cérebro.
Não precisamos mais queimar nossos sutiãs como nossas antepassadas, mas vamos à luta mulheres, vamos nos valorizar!

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Sexta-feira, 13 de agosto


Geeente! Hoje é sexta-feira, 13 de agosto!

Achei algumas curiosidades sobre essa data e vou compartilhá-las aqui com vocês.

A origem da sexta-feira 13 

A crença de que o dia 13, quando cai em uma sexta-feira, é dia de azar, é a mais popular superstição entre os cristãos. 
Há muitas explicações para isso. A mais forte delas, segundo o Guia dos Curiosos, seria o fato de Jesus Cristo ter sido crucificado em uma sexta-feira e, na sua última ceia, haver 13 pessoas à mesa: ele e os 12 apóstolos.
Mas mais antigo que isso, porém, são as duas versões que provêm de duas lendas da mitologia nórdica. 
Na primeira delas, conta-se que houve um banquete e 12 deuses foram convidados. Loki, espírito do mal e da discórdia, apareceu sem ser chamado e armou uma briga que terminou com a morte de Balder, o favorito dos deuses. Daí veio a crendice de que convidar 13 pessoas para um jantar era desgraça na certa. 
Segundo outra lenda, a deusa do amor e da beleza era Friga (que deu origem à palavra friadagr = sexta-feira). Quando as tribos nórdicas e alemãs se converteram ao cristianismo, a lenda transformou Friga em bruxa. 
Como vingança, ela passou a se reunir todas as sextas com outras 11 bruxas e o demônio. Os 13 ficavam rogando pragas aos humanos.
Em outro site encontrei que a lenda da sexta-feira 13 surgiu na Idade Média, no dia 13 de outubro de 1307. Nesse dia, a Ordem dos Templários (do cristianismo) foi declarada ilegal e acusada de heresia pelo rei Filipe IV da França e os membros foram presos, torturados e executados.

O número 13
A crença na má sorte do número 13 parece ter tido sua origem na Sagrada Escritura. Esse testemunho, porém, é tão arbitrariamente entendido que o mesmo algarismo, em vastas regiões do planeta - até em países cristãos - é estimado como símbolo de boa sorte. 
O argumento dos otimistas se baseia no fato de que o 13 é um número afim ao 4 (1 + 3 = 4), sendo este símbolo de próspera sorte. 
Assim, na Índia, o 13 é um número religioso muito apreciado; os pagodes hindus apresentam normalmente 13 estátuas de Buda. Na China, não raro os dísticos místicos dos templos são encabeçados pelo número 13. 
Também os mexicanos primitivos consideravam o número 13 como algo santo; adoravam, por exemplo, 13 cabras sagradas. 
Reportando-nos agora à civilização cristã, lembramos que nos Estados Unidos o número 13 goza de estima, pois 13 eram os Estados que inicialmente constituíam a Federação norte-americana. Além disso, o lema latino da Federação, "E pluribus unum" (de muitos se faz um só), consta de 13 letras; a águia norte-americana está revestida de 13 penas em cada asa.

Quem tem medo da sexta-feira 13? 

Se você teme a sexta-feira, 13, é porque você sofre de uma fobia chamada "paraskavedekatriaphobia", expressão grega que une as palavras "fobia", "sexta-feira" e "treze", ou seja, medo da sexta-feira, 13.

Então, vamos à happy hour da sexta-feira, 13 de agosto pra esquecer a paraskavedekatriaphobia né?

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Neve em Sampa

Não gente, ainda não está nevando em São Paulo, mas está quase....o frio não termina mais...
E hoje de manhã, quando entrei no Twitter, eu pirei na idéia de nevar em São Paulo e fui tuitando as idéias que me vinham na cabeça, imaginando Sampa sob nevasca.
Vejam só: pensem como seria o Minhocão coberto de neve, a Marginal Tietê todinha congestionada, todo mundo buzinando infernalmente, derrapando...
O rio Tietê e o rio Pinheiros congelados, não iam feder mais, e o povo poderia ir de patins ou esquiando para o trabalho, desviando do cocozinhos congelados fazendo protuberãncias na pista.
E o meu bairro então, cheio de pirambeiras como é, seria uma estação de esqui.
Os marronzinhos, de patins de gelo e óculos escuros, andariam por aí multando os trenós que estacionam em local proibido, em fila dupla, os que atravessaram o sinal vermelho porque derraparam na neve...
Nos bares e restaurantes teria valet pra renas e trenós...na Zona Azul as renas todas de cartãozinho pendurado no pescoço, uma graça!
E os esquimós de rua....fariam iglus debaixo do Minhocão e pediriam de esmola, lenha pra fazer fogueira e se esquentar.
Bem ficou legal imaginar, mas só de pensar na idéia eu congelo.
Não, espero que nunca neve em Sampa!!!

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Ser aceito

(Artur da Távola)
Ser aceito não é receber a concordância.
É receber até a discordância, mas dentro de um princípio indefinível e fluídico de acolhimento prévio e gratuito do que se é como pessoa.
Ser aceito é realizar a plenitude do sentido do verbo latino "accipio": - receber, tomar para si, acolher, perceber, ouvir, compreender, interpretar, sofrer, experimentar, aceitar... 
Ser aceito é ser percebido antes mesmo de ser entendido.
E ser acolhido antes mesmo de ser querido.
E ser recebido antes mesmo de ser ouvido.
É ser compreendido antes mesmo de ser conhecido.
É, pois, um estado de compreensão prévia, que abre caminho para uma posterior concordância ou discordância, sem perda do respeito fundamental por nossa maneira de ser. 
Quer fazer alguém feliz? Aceite-a.
E depois discorde à vontade. 
Ser aceito implica mecanismos mais sutis e de longo alcance do que apenas os racionais.
Implica intuição, compreensão milagrosa, conhecimento efetivo e afetivo do universo interior, cuidado com as cicatrizes e nervos expostos.
Ser aceito revela, renova e faz crescer a nossa melhor dimensão.
Ser aceito é rememorar um momento de medo que foi aplacado, um olhar de amor e carência que encontrou resposta e afago, uma perda de si mesmo atendida no instante em que se deu, um exercício de bondade que não encontrou reprimida, julgamento, cobrança, medo, desconfiança ou agressão. 
Ser aceito é não ser preciso explicar.
É não ser preciso definir.
É não ser preciso ter para dar.
É não ser preciso agradar.
É não ser preciso embelezar, dourar a pílula, contabilizar o afeto ou ficar bem com os outros. 
Ser aceito é o milagroso mistério do afeto dos que não cobram retorno ou gratidão.

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

A vida é como jogar uma bola na parede

A vida é como jogar uma bola na parede:
Se for jogada uma bola azul,
ela voltará azul;
Se for jogada uma bola verde,
ela voltará verde;
Se a bola for jogada fraca,
ela voltará fraca;
Se a bola for jogada com força,
ela voltará com força.
Por isso, nunca "jogue uma bola na vida"
de forma que você não esteja pronto a recebê-la.
A vida não dá nem empresta;
não se comove nem se apieda.
Tudo quanto ela faz é retribuir e transferir
aquilo que nós lhe oferecemos."
(Autor anônimo)

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Domingão do Faustão

Estamos participando de uma seleção pra segunda temporada desse quadro do Domingão do Faustão.
Eu entrei outro dia despretensiosamente no site do Faustão pra votar na Dança dos Famosos e me deparei com a chamada de inscrições para participar deste quadro.
Ah, eu como adoro um programa de TV (já fui no 1 contra 100, já fui chamada pra Mega Senha mas não pude ir...), claro, me inscrevi!
E esse é um jogo onde casais participam, então, o Renato ficou inscrito, por tabela.
E fiquei espantadíssima quando, no dia seguinte, me liga um cara da produção do Faustão...
Ele me fez muitas perguntas, ligou pro Renato, pediu fotos do casal e disse que entraria novamente em contato se fôssemos selecionados para a segunda fase.
E não é que fomos? 
Ontem fomos na Globo aqui em São Paulo pra gravar uma entrevista de seleção.
Foi muito engraçado, eles nos entrevistaram separados e filmaram a entrevista.
Agora vamos aguardar o próximo contato pra ver se iremos ou não participar.
Legal demais né? Ainda mais que podemos até ganhar um dindim no programa!
Torçam por nós hein!!!
Quer se inscrever também? Entre:

http://tvglobo.domingaodofaustao.globo.com/primeiro-e-ultimo/

domingo, 25 de julho de 2010

Toy Story 3 - Eu vi!!!

                            
Buzz Lightyear "Spanish Mode"
Assistimos ontem "Toy Story3" em 3D. Adorei! Chorei até, acreditam?
Sim, chorei, saí do cinema com os olhos cheios de lágrimas e o Bruno espantadíssimo:
"- Mamãe, você está chorando?"
Realmente, o deseho não é triste, mas afeta um "coração de mãe", eu diria....
Por que?
Bem, porque o Andy, o menino dono dos brinquedos, está indo para a Faculdade e tenta decidir o que fazer com os velhos brinquedos.
Um coração de mãe vê essa cena e já imagina seu "bebezão" crescendo, se desfazendo de seus brinquedos, enfim, crescendo de vez.
Toda mãe quer que seus filhos cresçam, sejam felizes, mas, no real, nós sofremos quando eles crescem.
Eu chorei muito na formatura do prezinho do Bruno....pode?
O que acontecerá na formatura da Faculdade então, imaginam?
Bem, mas a mensagem aqui é sobre Toy Story 3.
E o melhor do filme é o Buzz Lightyear em "Spanish Mode"...alguns vilõezinhos da história resetam o Buzz e quando Andy tenta voltá-lo ao normal ele volta falando espanhol, dançando flamenco, todo metido a conquistador com a Jessie.
Acho que esse foi o último episódio de Toy Story no cinema, mas foi inesquecível. Vale a pena ver!



quinta-feira, 22 de julho de 2010

Beleza?

É, isso é uma mulher....

E esse é o padrão de "beleza" que a mídia e a moda atual nos impõem todos os dias. 
Isso é o que vemos nos desfiles pelo país afora mesmo depois de muitas críticas a excessiva magreza das modelos das passarelas.
Na época da Renascença o padrão “gordinha” era sinônimo de beleza pois demonstrava que a família da referida mulher era abastada. Na Idade Média, a ideia de fertilidade, imposta como contraponto de uma época de matanças ocorridas nas cruzadas, trazia uma mulher de quadril largo e ventre avolumado. Depois, os mitos do cinema como Greta Garbo, Grace Kelly, Ingrid Bergman trouxeram um padrão de beleza mais clássico. Já Audrey Hepburn mostrava a beleza magra e esguia.
Marilyn Monroe era sensual, voluptuosa, com as formas arredondadas e lábios carnudos.
Mas, em meados da década de 60, a londrina Twiggy estabeleceu o padrão de beleza esquálido, que volta hoje com força total.
Como conseqüência desse novo padrão de beleza, uma ânsia pela busca do corpo perfeito tem levado muitas mulheres a tomar atitudes de auto-destruição. Além das cirurgias plásticas realizadas sem qualquer motivo, meninas estão desenvolvendo cada vez mais cedo doenças como anorexia e bulimia. 
Este é um problema vivenciado desde a década de 80 com as grandes tops que imprimiram uma imagem de magreza cada vez mais acentuada. 
Blogs e sites dão dicas de como ficar mais magras. As meninas se comunicam através desses ou de outros sites como os de relacionamento incentivando uma a outra a comer cada vez menos. 
Eu gostaria de levantar aqui no meu blog a bandeira da beleza natural, sem sacrifícios, sem padrões impostos, sem neurose.
Hoje ninguém consegue comprar roupas em grandes magazines pois os tamanhos todos diminuíram. Eu me lembro bem que há 10, 15 anos atrás quem usava tamanho 44 não era gorda. E o 44 era o correspondente ao M. Hoje o 44 não existe mais em lojas normais, só em lojas de tamanhos grandes e corresponde ao GG!!!
 O importante é ter um corpo saudável, um organismo funcionando normalmente e auto-estima, auto aceitação.

Precisamos novamente de um movimento de valorização da beleza real, sem silicone, sem plásticas, sem fome e sem remédios, cirurgias de redução de estômago e outras violências mais.
Juntas, pela beleza real!!!!

Coração de Mãe

Pelo exercício do amor
Seu coração vai crescendo,

Sempre amparando e acolhendo
Quem precisa de carinho:
Em todos vê seu valor,
Com todos ela se importa,
E os amigos que ela adota
Nunca se sentem sozinhos;
Porque mãe é mãe de sobra:

Nunca termina sua obra,
Não descansa e não pára por motivo algum.
E os filhos que a vida traz

Ela nunca acha demais:
No coração de mãe sempre cabe mais um.


Ederson Peka - 08/05/2007

Achei essa poesia hoje em um site e resolvi publicá-la aqui no meu tão abandonado blog.
Ela tem tudo a ver comigo e com o blog, por isso veio parar aqui.

quarta-feira, 17 de março de 2010

Tô tuitando muito, tô tuitando muito...muito!!!

Pois é, gente, larguei mão do meme...tava até gostando de lá, mas ficou chato demais.
Tem muita gente chata lá, querendo aparecer, acabei enjoando...os posts começaram a ficar muito repetitivos, sem nenhuma inspiração ou originalidade.
Só duas ou três "memistas" ficavam nos tais Populares e não davam chance pra mais ninguém e aí fica chato.
Todo mundo gosta de ser popular uma vez ou outra, mas elas só se contentam se forem populares todos os dias....
Então me mudei pra um outro site muito mais bacana, que todo mundo já conhece: o twitter!
Adorei seguir celebridades como a Preta Gil, os meninos do CQC, o Marcius Melhem, o William Bonner.
Morro de rir com as tuitadas deles, até ganhei ingressos para um show da Mallu Magalhães tuitando respostas para perguntas da Alfa FM.
Enfim, agora sou uma tuiteira de carteirinha, tuito do computador, do celular, amei!
E quem quiser me seguir meu twitter é:

http://twitter.com/Coracao_de_mae

Aguardo mais seguidores!

sábado, 27 de fevereiro de 2010

Comemoração dos meus 52 anos!


Foi aqui na The History, na Vila Olímpia, que eu comemorei meus 52 aninhos!
Convidei um monte de gente, mas só foram 6 pessoas!
Mesmo assim foi bem animado, o lugar é ótimo, só toca músicas dos anos 60, 70 e 80.
Dançamos até às 3 da manhã na quinta-feira.
O resultado é que até hoje estou quebrada...KKKKK...não sou mais a mesma, não aguento mais passar a noite na balada, dançando e bebendo.
Já falei que no ano que vem vou comemorar no Baile da Saudade do Parque da Água Branca, no sábado à tarde...tomando muito guaraná!
Os anos passam, gente, o corpo sente!
Mas eu adorei! Foi bom demais!
 

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Sobre o palavrão


Papo do Bruno antes de dormir:
- Mãe, você sabia que o palavrão também faz parte da língua portuguesa?
- Ah, é mesmo Bruno, e como você descobriu isso?
- A tia falou.
- Como assim, a tia falou?
A explicação:
A professora pediu para que eles procurassem alguma palavra no dicionário durante a aula e o que os danadinhos foram procurar?
Palavrinhas meigas e inocentes, claro....como filho da ........, m........., b......., c.., etc.
E a professora até que não perdeu a pose, aproveitou pra dizer que essas palavrinhas fazem parte da nossa língua mas não é pra sair falando por aí....
Grandes descobertas linguísticas!

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Uma heroína com coração de mãe.




Me motivei hoje a falar da Dra. Zilda Arns, ou melhor da falta que a Dra. Zilda Arns fará nesse mundo.
Uma alma como a dela, uma determinação e um coração de mãe enormes, uma mulher que fez da sua vida uma missão : salvar as crianças da morte precoce com tecnologias simples, porém extremamente eficazes.
Sua morte a transforma numa heroína do nosso país, uma mártir, que desapareceu tragicamente no cumprimento de sua divina missão, logo após discursar no Haiti, tentando levar, às crianças sofridas daquele país, as tecnologias que ela empregava na Pastoral da Criança e que fizeram verdadeiros milagres no Brasil e em outros países.
Vou colocar aqui no meu blog trechos deste último discurso que ela teria proferido numa Igreja no Haiti e que, quando li, achei de uma beleza e uma sensibilidade únicas.
Que Deus a tenha em seu colo Dra. Zilda, e que seu exemplo ilumine outros profissionais de saúde que, como eu, se dedicam ao serviço da Saúde Pública.

"Na realidade, todos nós estamos aqui, neste encontro, porque sentimos dentro de nós um forte chamado para difundir ao mundo a boa notícia de Jesus. A boa notícia, transformada em ações concretas, é luz e esperança na conquista da PAZ nas famílias e nas nações. A construção da Paz começa no coração das pessoas e tem seu fundamento no amor, que tem suas raízes na gestação e na primeira infância, e se transforma em fraternidade e responsabilidade social."

"O povo seguiu Jesus porque ele tinha palavras de esperança. Assim, nós somos chamados para anunciar as experiências positivas e os caminhos que levam as comunidades, as famílias e os pais a serem mais justos e fraternos."

"Como discípulos e missionários, convidados a evangelizar, sabemos que força propulsora da transformação social está na prática do maior de todos os mandamentos da Lei de Deus: o Amor, expressado na solidariedade fraterna, capaz de mover montanhas: "Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a nós mesmos" significa trabalhar pela inclusão social, fruto da Justiça; significa não ter preconceitos, aplicar nossos melhores talentos em favor da vida plena, prioritariamente daqueles que mais necessitam."

"As crianças, quando estão bem cuidadas, são sementes de Paz e Esperança. Não existe ser humano mais perfeito, mais justo, mais solidário e sem preconceitos que as crianças."
 
"Com alegria vou contar o que "eu vi e o que tenho testemunhado" há mais de 26 anos desde a fundação da Pastoral da Criança, em setembro de 1983.
Aquilo que era uma semente, que começou na cidade de Florestópolis, no Estado do Paraná, no Brasil, se converteu no Organismo de Ação Social da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, presente em 42 mil comunidades pobres e nas 7 mil paróquias de todas as Dioceses da Brasil.
Por força da solidariedade fraterna, uma rede de 260 mil voluntários, dos quais 141 mil são líderes que vivem em comunidades pobres, 92% são mulheres, e participam permanentemente da construção de um mundo melhor, mais justo e mais fraterno, a serviço da Vida e da Esperança. Cada voluntário dedica em média 24 horas ao mês a esta Missão transformadora de educar as mães e famílias pobres, compartilhar o pão da fraternidade e gerar conhecimentos para a transformação social."

"Como tornar realidade a proposta da Igreja de ajudar a reduzir a morte das crianças? Eu me senti feliz diante deste novo desafio. Era o que mais desejava: educar as mães e famílias para que soubessem cuidar melhor de seus filhos!"

"Tive a confiança de seguir a metodologia de Jesus: organizar as pessoas em pequenas comunidades; identificar líderes, Os líderes que se dispusessem a trabalhar voluntariamente nessa missão de salvar vidas, seriam capacitados, no espírito da fé e da vida, e preparados técnica e cientificamente, em ações básicas de saúde, nutrição, educação e cidadania. Seriam acompanhados em seu trabalho para que não desanimassem. Teriam a missão de compartilhar com as famílias a solidariedade fraterna, o amor, os conhecimentos sobre os cuidados com as grávidas e as crianças, para que estas fossem saudáveis e felizes. Assim como Jesus ordenou que considerassem se todos estavam saciados, tínhamos que implantar um sistema de informações, com alguns indicadores de fácil compressão, inclusive para líderes analfabetos ou de baixa escolaridade"

"Seria a missão do "Bom Pastor", que está atento a todas as ovelhas, mas dando prioridade àquelas que mais necessitam. Os pobres e os excluídos."

"Desde a primeira experiência, a Pastoral da Criança cultivou a metodologia de Jesus, que é aplicada em grande escala. No Brasil, em mais de 40 mil comunidades, de 7 mil paróquias de todas as 272 diocese e preladias. Está se estendendo a 20 países, que são, na América Latina e no Caribe: Argentina, Bolívia, Colômbia, Paraguai, Uruguai, Peru, Venezuela, Guatemala, Panamá, República Dominicana, Haiti, Honduras, Costa Rica e México; na África: Angola, Guiné-Bissau, Guiné Conakry e Moçambique; e na Ásia: Filipinas e Timor Leste."

"Motivados pela Campanha Mundial patrocinada pela ONU (Organização das Nações Unidas), em 1999, com o tema "Uma vida sem violência é um direito nosso", a Pastoral da Criança incorporou uma ação permanente de prevenção da violência com o lema "A Paz começa em casa"."

"Estou convencida de que a solução da maioria dos problemas sociais está relacionada com a redução urgente das desigualdades sociais, com a eliminação da corrupção, a promoção da justiça social, o acesso à saúde e à educação de qualidade, ajuda mútua financeira e técnica entre as nações, para a preservação e restauração do meio ambiente."

Dra. Zilda Arns Neumann
Médica pediatra e especialista em Saúde Pública
Fundadora e Coordenadora da Pastoral da Criança Internacional
Coordenadora Nacional da Pastoral da Pessoa Idosa

http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI116053-15227,00-LEIA+A+INTEGRA+DO+DISCURSO+DE+ZILDA+ARNS+NO+HAITI.html










quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Coxas grossas podem ajudar a viver mais, sugere estudo - Yes!!! Boas notícias pra nós, gorduchinhas!!!

WASHINGTON (Reuters) - Pessoas com gordura nas coxas e nas costas podem viver mais, porque a gordura prende partículas adiposas nocivas e produz ativamente compostos úteis, segundo um estudo publicado nesta terça-feira.
Muitas pesquisas já demonstraram que o acúmulo de gordura na região da barriga causa mais propensão a morrer de doenças cardíacas e outras causas, mesmo em relação a pessoas que acumulam peso na parte de baixo do corpo. As razões para isso não estão claras -- talvez se deva a diversos mecanismos, segundo Konstantinos Manolopoulos, da Universidade de Oxford (Grã-Bretanha).
"É o papel protetor da parte de baixo do corpo, ou seja, a gordura gluteofemoral, que é notável", escreveu Manolopoulos na revista International Journal of Obesity. "As propriedades protetoras do depósito de gordura da parte inferior do corpo já foram confirmados em muitos estudos", acrescentou.
A gordura nas nádegas e coxas parece armazenar o excesso de ácidos graxos, disse Manolopoulos, que reviu estudos científicos já publicados para escrever o seu relatório.
Pessoas em formato de pêra também parecem ter níveis menores das chamadas citoquinas inflamatórias -- sinalizadores químicos envolvidos na reação do organismo a infecções, e que também podem ter um papel nas doenças cardíacas e na diabetes, quando estão inadequadamente ativas.
A gordura das pernas também pode absolver gorduras alimentares, impedindo que sobrecarreguem o organismo de quem come demais, segundo o pesquisador, e podem ser mais estáveis, já que estudos mostram que a gordura abdominal se quebra com mais rapidez durante o jejum ou o estresse, liberando componentes potencialmente nocivos.
"Os mecanismos regulatórios exatos da liberação e armazenamento do ácido graxo e seu efeito sobre o metabolismo de ácidos graxos em curto e longo prazo ainda têm de ser analisados," escreveu Manolopoulos.
Ainda segundo o estudo, a gordura da perna também pode ser mais eficaz na produção de hormônios como a leptina, gerada pela gordura e que afeta o apetite e o metabolismo. Manolopoulos disse que esse fenômeno ainda é pouco compreendido.
Entender tudo isso pode levar à criação de drogas melhores para o tratamento da obesidade e doenças correlatas, como diabete e doença cardíaca, disse ele.
(Reportagem de Maggie Fox)

Pelo menos alguma vantagem em ter um "excesso de gostosura".




segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Sobre o gim tônica no verão




Coisas do meu amado pai...

Outro dia eu estava dizendo que é muito bom tomar água tônica no verão, porque refresca bastante.
E meu pai disse então:
- Se for um gim-tônica é melhor ainda porque as duas bebidas são feitas de zimbro, e essa planta diminui a temperatura do corpo.

Esse é o meu pai! E é por isso que eu o amo....ele sabe tudo!


Esse é o zimbro. 

Vamos de gim tônica nesse verão senegalesco!!!!!

Saúde!

domingo, 3 de janeiro de 2010

A queima de fogos na praia de Copacabana no Reveillon 2010

Chegou 2010!


Mais um ano chegando, mais um ano de blog.
Faz tempinho que não escrevo mas como estou de férias andei viajando um pouco e ando ficando muito no meme.
Me divirto muito por lá postando imagens e textos legais, mas estava com saudades do meu blog.
Viajamos para Itapê no começo das minhas férias, mas lá é aquela velha rotina, nada de novo.
Voltamos para o Natal em São Paulo e o planejado era passar o Reveillón em Itapê de novo.
Mas uma idéia melhor acabou fazendo a gente ir para o Rio de Janeiro.
E foi a melhor coisa que fizemos. Passamos a semana lá e participamos daquela festa maravilhosa que é o Reveillón em Copacabana.
A família reunida, uma festa linda, e vimos os fogos do "camarote da Vó Yedda".
Adorei ter ido, estava com saudades, e como sempre fomos muito bem recebidos, passeamos, fomos à praia, foi uma delícia de viagem.
Agora, na próxima segundona volto a trabalhar......aaaaaiiii....que vontade........de ficar em casa.........rsrs
Mas, fazer o que.....o dever me chama.