quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Meu blog ganhou um selinho!


Fiquei muito orgulhosa de ganhar o selinho do blog Pintando Sete no PSP.
A amiga Ana Paula, owner do grupo me presenteou, e eu quero agradecê-la e dizer que fiquei muito feliz de ter o meu blog reconhecido pela primeira vez.
Tenho postado pouco mas com muito carinho.

Tenho que cumprir as regrinhas do prêmio e primeiramente dizer sete coisas que eu amo:

1 - Meu queridíssimo filhinho Bruno é o meu grande amor!
2 - Amo muito minha família
3 - Amo criar no PSP
4 - Amo fazer meu blog
5 - Amo fazer parte do grupo Pintando_Sete_PSP
6 - Amo comer chocolate...hummmm
7 - Amo fazer e conservar amizades

Agora preciso indicar sete blogs para receber o prêmio:

1 - Blog da amiga TT Rossmann:
(www.ttrossmann.blogspot.com)

2 - Blog do grupo Officina Amantes PSP - onde aprendi tudo sobre PSP
(www.officinaamantespsp.blogspot.com)

3 - Blog da amiga Adriana Aloha
(www.driblogger.blogspot.com)

4 - Blog da amiga Neise de Sorocaba
(www.neisinha.blogger.com.br)

5 - Blog Avental, Coisa e Tal - da Elaine Beneduzzi de Santana do Parnaíba
(aventalcoisaetal.blogspot.com)

6 - Blog do Bernardo e da Valentina
(ursobernardo.nafoto.net)

7 - Blog da amiga Terukinha - na verdade uma homepage muito linda
(br.geocities.com/terukinhamor/index.html)

E é isso minha gente....nossa...que missão difícil, mas acho que escolhi bem.

Beijos grandes a todos que visitam meu blog.







sexta-feira, 31 de outubro de 2008

AOS NOSSOS FILHOS....

Eu lhe dei a vida, mas não posso vivê-la por você.

Eu posso mostrar-lhe caminhos, mas não posso estar neles para liderar você.

Eu posso levá-lo à igreja mas não posso fazer com que tenha fé.

Eu posso mostrar-lhe a diferença entre o certo e o errado,


mas não posso sempre decidir por você.

Eu posso lhe comprar roupas bonitas, mas não posso fazê-lo bonito por dentro.

Eu posso lhe dar conselho, mas não posso segui-lo por você.

Eu posso lhe dar amor, mas não posso impô-lo a você.

Eu posso ensiná-lo a compartilhar mas não posso fazê-lo generoso.

Eu posso ensinar-lhe o respeito, mas não posso forçá-lo a ser respeitoso.

Eu posso aconselhá-lo sobre amigos, mas não posso escolhê-los por você.

Eu posso alertá-lo sobre sexo seguro, mas não posso mantê-lo puro.

Eu posso informá-lo sobre álcool e drogas, mas não posso dizer "NÃO" por você.

Eu posso falar-lhe sobre o sucesso, mas não posso alcançá-lo por você.

Eu posso ensiná-lo sobre a gentileza, mas não posso forçá-lo a ser gentil.

Eu posso orar por você, mas não posso impor-lhe Deus.

Eu posso falar-lhe da vida, mas não posso dar-lhe vida eterna.

Eu posso dar-lhe amor incondicional por toda a minha existência

... e isso eu farei...


domingo, 26 de outubro de 2008

TDAH

O que é o TDAH?
(Texto retirado do site:http://www.tdah.org.br/oque01.php)
O Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) é um transtorno neurobiológico, de causas genéticas, que aparece na infância e freqüentemente acompanha o indivíduo por toda a sua vida. Ele se caracteriza por sintomas de desatenção, inquietude e impulsividade. Ele é chamado às vezes de DDA (Distúrbio do Déficit de Atenção). Em inglês, também é chamado de ADD, ADHD ou de AD/HD.
Existe mesmo o TDAH?
Ele é reconhecido oficialmente por vários países e pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Em alguns países, como nos Estados Unidos, portadores de TDAH são protegidos pela lei quanto a receberem tratamento diferenciado na escola.

Não existe controvérsia sobre a existência do TDAH?
Não, nenhuma. Existe inclusive um Consenso Internacional publicado pelos mais renomados médicos e psicólogos de todo o mundo a este respeito. Consenso é uma publicação científica realizada após extensos debates entre pesquisadores de todo o mundo, incluindo aqueles que não pertencem a um mesmo grupo ou instituição e não compartilham necessariamente as mesmas idéias sobre todos os aspectos de um transtorno.

Por que algumas pessoas insistem que o TDAH não existe?
Pelas mais variadas razões, desde inocência e falta de formação científica até mesmo má-fé. Alguns chegam a afirmar que “o TDAH não existe”, é uma “invenção” médica ou da indústria farmacêutica, para terem lucros com o tratamento.
No primeiro caso se incluem todos aqueles profissionais que nunca publicaram qualquer pesquisa demonstrando o que eles afirmam categoricamente e não fazem parte de nenhum grupo científico. Quando questionados, falam em “experiência pessoal” ou então relatam casos que somente eles conhecem porque nunca foram publicados em revistas especializadas. Muitos escrevem livros ou têm sítios na Internet, mas nunca apresentaram seus “resultados” em congressos ou publicaram em revistas científicas, para que os demais possam julgar a veracidade do que dizem.

Os segundos são aqueles que pretendem “vender” alguma forma de tratamento diferente daquilo que é atualmente preconizado, alegando que somente eles podem tratar de modo correto.
Tanto os primeiros quanto os segundos afirmam que o tratamento do TDAH com medicamentos causa conseqüências terríveis. Quando a literatura científica é pesquisada, nada daquilo que eles afirmam é encontrado em qualquer pesquisa em qualquer país do mundo. Esta é a principal característica destes indivíduos: apesar de terem uma “aparência” de cientistas ou pesquisadores, jamais publicaram nada que comprovasse o que dizem.
Veja um texto a este respeito e a resposta dos Professores Luis Rohde e Paulo Mattos:

O TDAH é comum?
Ele é o transtorno mais comum em crianças e adolescentes encaminhados para serviços especializados. Ele ocorre em 3 a 5% das crianças, em várias regiões diferentes do mundo em que já foi pesquisado. Em mais da metade dos casos o transtorno acompanha o indivíduo na vida adulta, embora os sintomas de inquietude sejam mais brandos.

Quais são os sintomas de TDAH?
O TDAH se caracteriza por uma combinação de dois tipos de sintomas:
1) Desatenção
2) Hiperatividade-impulsividade
O TDAH na infância em geral se associa a dificuldades na escola e no relacionamento com demais crianças, pais e professores. As crianças são tidas como "avoadas", "vivendo no mundo da lua" e geralmente "estabanadas" e com "bicho carpinteiro" ou “ligados por um motor” (isto é, não param quietas por muito tempo). Os meninos tendem a ter mais sintomas de hiperatividade e impulsividade que as meninas, mas todos são desatentos. Crianças e adolescentes com TDAH podem apresentar mais problemas de comportamento, como por exemplo, dificuldades com regras e limites.
Em adultos, ocorrem problemas de desatenção para coisas do cotidiano e do trabalho, bem como com a memória (são muito esquecidos). São inquietos (parece que só relaxam dormindo), vivem mudando de uma coisa para outra e também são impulsivos ("colocam os carros na frente dos bois"). Eles têm dificuldade em avaliar seu próprio comportamento e quanto isto afeta os demais à sua volta. São freqüentemente considerados “egoístas”. Eles têm uma grande freqüência de outros problemas associados, tais como o uso de drogas e álcool, ansiedade e depressão.

Quais são as causas do TDAH?
Já existem inúmeros estudos em todo o mundo - inclusive no Brasil - demonstrando que a prevalência do TDAH é semelhante em diferentes regiões, o que indica que o transtorno não é secundário a fatores culturais (as práticas de determinada sociedade, etc.), o modo como os pais educam os filhos ou resultado de conflitos psicológicos.
Estudos científicos mostram que portadores de TDAH têm alterações na região frontal e as suas conexões com o resto do cérebro. A região frontal orbital é uma das mais desenvolvidas no ser humano em comparação com outras espécies animais e é responsável pela inibição do comportamento (isto é, controlar ou inibir comportamentos inadequados), pela capacidade de prestar atenção, memória, autocontrole, organização e planejamento.
O que parece estar alterado nesta região cerebral é o funcionamento de um sistema de substâncias químicas chamadas neurotransmissores (principalmente dopamina e noradrenalina), que passam informação entre as células nervosas (neurônios).
Existem causas que foram investigadas para estas alterações nos neurotransmissores da região frontal e suas conexões.

A) Hereditariedade:

Os genes parecem ser responsáveis não pelo transtorno em si, mas por uma predisposição ao TDAH. A participação de genes foi suspeitada, inicialmente, a partir de observações de que nas famílias de portadores de TDAH a presença de parentes também afetados com TDAH era mais freqüente do que nas famílias que não tinham crianças com TDAH. A prevalência da doença entre os parentes das crianças afetadas é cerca de 2 a 10 vezes mais do que na população em geral (isto é chamado de recorrência familial).
Porém, como em qualquer transtorno do comportamento, a maior ocorrência dentro da família pode ser devido a influências ambientais, como se a criança aprendesse a se comportar de um modo "desatento" ou "hiperativo" simplesmente por ver seus pais se comportando desta maneira, o que excluiria o papel de genes. Foi preciso, então, comprovar que a recorrência familial era de fato devida a uma predisposição genética, e não somente ao ambiente. Outros tipos de estudos genéticos foram fundamentais para se ter certeza da participação de genes: os estudos com gêmeos e com adotados. Nos estudos com adotados comparam-se pais biológicos e pais adotivos de crianças afetadas, verificando se há diferença na presença do TDAH entre os dois grupos de pais. Eles mostraram que os pais biológicos têm 3 vezes mais TDAH que os pais adotivos.
Os estudos com gêmeos comparam gêmeos univitelinos e gêmeos fraternos (bivitelinos), quanto a diferentes aspectos do TDAH (presença ou não, tipo, gravidade etc...). Sabendo-se que os gêmeos univitelinos têm 100% de semelhança genética, ao contrário dos fraternos (50% de semelhança genética), se os univitelinos se parecem mais nos sintomas de TDAH do que os fraternos, a única explicação é a participação de componentes genéticos (os pais são iguais, o ambiente é o mesmo, a dieta, etc.). Quanto mais parecidos, ou seja, quanto mais concordam em relação àquelas características, maior é a influência genética para a doença. Realmente, os estudos de gêmeos com TDAH mostraram que os univitelinos são muito mais parecidos (também se diz "concordantes") do que os fraternos, chegando a ter 70% de concordância, o que evidencia uma importante participação de genes na origem do TDAH.
A partir dos dados destes estudos, o próximo passo na pesquisa genética do TDAH foi começar a procurar que genes poderiam ser estes. É importante salientar que no TDAH, como na maioria dos transtornos do comportamento, em geral multifatoriais, nunca devemos falar em determinação genética, mas sim em predisposição ou influência genética. O que acontece nestes transtornos é que a predisposição genética envolve vários genes, e não um único gene (como é a regra para várias de nossas características físicas, também). Provavelmente não existe, ou não se acredita que exista, um único "gene do TDAH". Além disto, genes podem ter diferentes níveis de atividade, alguns podem estar agindo em alguns pacientes de um modo diferente que em outros; eles interagem entre si, somando-se ainda as influências ambientais. Também existe maior incidência de depressão, transtorno bipolar (antigamente denominado Psicose Maníaco-Depressiva) e abuso de álcool e drogas nos familiares de portadores de TDAH.

B) Substâncias ingeridas na gravidez:

Tem-se observado que a nicotina e o álcool quando ingeridos durante a gravidez podem causar alterações em algumas partes do cérebro do bebê, incluindo-se aí a região frontal orbital. Pesquisas indicam que mães alcoolistas têm mais chance de terem filhos com problemas de hiperatividade e desatenção. É importante lembrar que muitos destes estudos somente nos mostram uma associação entre estes fatores, mas não mostram uma relação de causa e efeito.

C) Sofrimento fetal:

Alguns estudos mostram que mulheres que tiveram problemas no parto que acabaram causando sofrimento fetal tinham mais chance de terem filhos com TDAH. A relação de causa não é clara. Talvez mães com TDAH sejam mais descuidadas e assim possam estar mais predispostas a problemas na gravidez e no parto. Ou seja, a carga genética que ela própria tem (e que passa ao filho) é que estaria influenciando a maior presença de problemas no parto.

D) Exposição a chumbo:

Crianças pequenas que sofreram intoxicação por chumbo podem apresentar sintomas semelhantes aos do TDAH. Entretanto, não há nenhuma necessidade de se realizar qualquer exame de sangue para medir o chumbo numa criança com TDAH, já que isto é raro e pode ser facilmente identificado pela história clínica.

E) Problemas Familiares:

Algumas teorias sugeriam que problemas familiares (alto grau de discórdia conjugal, baixa instrução da mãe, famílias com apenas um dos pais, funcionamento familiar caótico e famílias com nível socioeconômico mais baixo) poderiam ser a causa do TDAH nas crianças. Estudos recentes têm refutado esta idéia. As dificuldades familiares podem ser mais conseqüência do que causa do TDAH (na criança e mesmo nos pais).
Problemas familiares podem agravar um quadro de TDAH, mas não causá-lo.

F) Outras Causas

Outros fatores já foram aventados e posteriormente abandonados como causa de TDAH:

1. corante amarelo
2. aspartame
3. luz artificial
4. deficiência hormonal (principalmente da tireóide)
5. deficiências vitamínicas na dieta.

Todas estas possíveis causas foram investigadas cientificamente e foram desacreditadas.

E mais um dia do dentista chegou...




quarta-feira, 7 de maio de 2008

Por que contar a história dos dinossauros?

Só podia ser por uma boa razão, é claro, uma outra historinha do Bruno.
Outro dia estavam dois amiguinhos do Bruno em casa com ele, jogando video-game, brincando...
Eu estava com eles na sala lendo.
A uma certa altura, Bruno chama os amigos em volta de mim e sugere:
- "Mamãe, conta pra eles a sua história!"
E eu:
- "Que história Bruno?
E ele:
- " A história de quando você nasceu...quando os dinossauros morreram!"
Tá certo que não sou nenhuma menininha...mas geeeeeeeeeeeente!
É ou não é uma figura esse menino!

Um pouco de história

Na escala de tempo geológico, o Cretáceo ou Cretácico é o período da era Mesozóica do éon Fanerozóico que está compreendido entre 145 milhões e 500 mil e 65 milhões e 500 mil anos atrás, aproximadamente.
O período Cretáceo sucede o período Jurássico de sua era e precede o período Paleogeno da era Cenozóica de seu éon.
Durante o Cretáceo, os dinossauros alcançam seu ápice, mas ao fim do período acaba ocorrendo a extinção em massa desses grandes répteis e dos animais da Terra (cerca de 60% deles foi extinto).
A teoria mais aceita é a de que a queda de um meteorito na Península de Yucatán, no México, levantou muita poeira e essa poeira cobriu a Terra evitando a passagem do Sol e causando um resfriamento da terra que levou à Era Glacial.
Então os seres fotossintetizantes não puderam realizar a fotossíntese e acabaram morrendo.Com isso, houve uma quebra da cadeia alimentar e um desequilíbrio ecológico.
É no mesmo período que surgem os mamíferos placentários primitivos e as plantas com flores.
Neste período os continentes começaram a se formar a caminho do que são hoje. Após a queda dos dinossauros, houve a diversificação dos mamíferos (alguns tornaram-se enormes), e o auge das aves .
(Fonte: WIKIPÉDIA)

segunda-feira, 5 de maio de 2008

Onde está você
(Oscar Castro Neves e Luvercy Fiorini) - canta Alaíde Costa

Onde está você
Se o sol morrendo te escondeu?
Onde ouvir você
Se a tua voz a chuva apagou?
Onde buscar se o coração
Bater de amor pra ver você?
Hoje a noite não tem luar
E eu não sei onde te encontrar
Pra dizer como é o amor
Que eu tenho pra te dar
Passa a noite tão devagar
Madrugada é silêncio e paz
E a manhã que já vai chegar
Onde te despertar?
Vem depressa de onde estás
Já é tempo do sol raiar
Meu amor que é tanto
Não pode mais esperar

terça-feira, 22 de abril de 2008

Mais uma do Bruno...essa é rural...


Uma conclusão tirada outro dia pelo Bruno, não faço a menor idéia de como ou de onde:
- Sabe mamãe, os ovos são a "munição" da galinha!
Tadinha da galinha...virou espingarda na idéia do Bruno!!!




terça-feira, 8 de abril de 2008

Para lembrar da espera

(sempre chorava ouvindo essa música, hoje reli o poema, vieram lágrimas aos olhos e me lembrei! Que bom que hoje esse sonho é real e as lágrimas são de felicidade e realização!)

O Filho Que Eu Quero Ter

Composição: Toquinho/ Vinicius de Moraes
É comum a gente sonhar, eu sei, quando vem o entardecer
Pois eu também dei de sonhar um sonho lindo de morrer
Vejo um berço e nele eu me debruçar com o pranto a me correr
E assim chorando acalentar o filho que eu quero ter
Dorme, meu pequenininho, dorme que a noite já vem
Teu pai está muito sozinho de tanto amor que ele tem


De repente eu vejo se transformar num menino igual à mim
Que vem correndo me beijar quando eu chegar lá de onde eu vim
Um menino sempre a me perguntar um porque que não tem fim
Um filho a quem só queira bem e a quem só diga que sim
Dorme menino levado, dorme que a vida já vem
Teu pai está muito cansado de tanta dor que ele tem


Quando a vida enfim me quiser levar pelo tanto que me deu
Sentir-lhe a barba me roçar no derradeiro bei..jo seu
E ao sentir também sua mão vedar meu olhar dos olhos seus
Ouvir-lhe a voz a me embalar num acalanto de adeus
Dorme meu pai sem cuidado, dorme que ao entardecer
Teu filho sonha acordado, com o filho que ele quer Ter.

domingo, 30 de março de 2008

Promessa de Amor Eterno

De todos os amores por mim vividos até hoje,
o seu foi o mais intenso.

De todas as almas,
a sua foi a mais gêmea.

De toda a vontade de ficar junto,
a vontade que me domina é a sua.

De toda ânsia de cometer loucuras,
a sua foi a que mais me atentou.

De todas as esperanças em amores depositadas,
o seu foi o que teve mais crédito.

De toda a saudade,
a sua foi a mais forte.

De todos os beijos,
o seu foi o mais gostoso.

De todo calor,
o seu foi o mais ardente.

Por isso de todos os amores eternos por mim
prometidos, o seu será o único cumprido a risca.

segunda-feira, 24 de março de 2008

It´s a Little Bit Funny this feeling inside.....



”Siga sua felicidade e o universo abrirá portas para você onde só havia paredes”
Joseph Campbell

sábado, 8 de março de 2008

Eu gosto de ser mulher..

sábado, 1 de março de 2008

Parece que foi ontem...


V i d a

Mário Quintana

Quando se vê já são seis horas!
Quando se vê, já é sexta-feira...
Quando se vê, já terminou o ano...
Quando se vê, passaram-se 50 anos!

Agora, é tarde demais para ser reprovado...
Se me fosse dado, um dia, outra oportunidade,
eu nem olhava o relógio.

Seguiria sempre em frente e iria jogando, pelo caminho,
a casca dourada e inútil das horas...

Dessa forma eu digo:
Não deixe de fazer algo
que gosta devido à falta de tempo,

a única falta que terá,
será desse tempo que
infelizmente não voltará mais.

domingo, 24 de fevereiro de 2008

Será que eu imaginei que esse dia chegaria? É amanhã!!!!


Reinvenção do mundo
Não quero mais um dia.
Quero um novo dia,
Repleto de surpresa e fantasia.
Anseio por novidades e mudanças,
Novas cores,
Novas vidas,
Novas esperanças.
Algumas noites deveriam ser prateadas,
Porque hão-de ser sempre negras e cerradas?
E o mar? Sempre azul cintilante!
Porque não vermelho flamejante?
Os campos deveriam amanhecer azuis algumas vezes,
E todos os anos deveriam mudar o nome dos meses.
Como seria doce pela manhã despertar,
Olhar ao alto e exclamar:
"Hoje o céu está da cor da esperança,
E o tempo parou! O relógio não avança."
Mas os dias... são todos tão iguais,
Vinte e quatro horas pontuais.
Estou enfastiado desta monotonia grosseira,
Não poderiam ser vinte cinco à sexta-feira?
Contem-me mentiras novas, histórias surpreendentes.
Reinventem o mundo com imagens diferentes.
Só tenho vinte cinco anos e estou tão cansado...
Reinventem este mundo ou levem-me para outro lado!

Gonçalo Nuno Martins

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Quem é esse?

DUQUE DE CAXIAS?

Nananinanão.....................................
Segundo o Bruno é:
DUQUE DE CAIXINHAS............KKKKKKKKKKK
Essa é a última do Bruninho!!!!

Vivendo e Aprendendo...Odontológicamente Falando

Receita de Dom Luis de Moura para os dentes
Tomarão duas canadas de vinho vermelho numa panela nova.
Deitar-lhe-ão ali uma pouca de murta verde e um pouco de alecrim
e uma mão-cheia de losna e umas poucas de rosas secas
e uma mão-cheia de cascas de pinhas machucadas
e umas poucas de cascas de romãs
e uma mão cheiazinha de sal
e uma colher de prata de pimenta machucada
e um púcaro de beber cheio de mel.
Isto tudo há de ferver, que mingüem três dedos da panela.
E então, quando se lançam na cama, à noite,
cubram-se muito bem a cabeça com uma toalha dobrada por cima da cabeça
e alguma mantelinha de pano, porque não saia nenhum bafo;
e então tomarão aquele bafo, assim, com a cabeça sobre a panela;
e estejam ali tanto, enquanto aquele lavatório lançar bafo,
e terão tirado um pouco deste lavatório para, à derradeira,
enxaguar a boca, morno, e tê-lo assim um pouco na boca.
E na boca da panela há-de estar uma toalha enrodilhada assim como rodilha,
para queaquele bafo não saia forte, espalhado,
porque escaldara o rosto, senão quanto diz a boca da panela;
e então cubram-se muito bem, que lhe não dê o ar.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Oi Esqueleto!

Outra pérola do meu Bruninho:

Outro dia eu estava abraçada nele no sofá, dando beijinhos nele, agradando e ele dizia:
"- Pára mãe!"

E eu disse:
- Deixa eu te mimar porque quando você crescer não vai mais querer saber da sua mãe...

E a resposta veio:

- Não, mãe, todos os sábados eu vou no cemitério (!!!), com uma pá (!!!!!) , cavo um buraco e abraço bem forte o seu esqueleto!
ESSE É O MEU MENINOOOOOOOOOOO




domingo, 10 de fevereiro de 2008

Da série "Tiradas Sensacionais do Bruno"

Hoje, domingão, um sol lá fora e o Bruno não quer de jeito nenhum ir ao clube.
Não quer e pronto.
Bom, vamos ao mercado então...
Entre os programinhas e tarefinhas de domingo estão:
- ir ao mercado
- esvaziar os "tapaués" da geladeira e lavá-los
- fazer um belo molho de tomate, com tomate mesmo, e sem "mastumáti".
Bom, fomos ao mercado e no balcão de frios, Bruno começa a ler bem devagarinho o painel da balança FILIZOLA, que passa o slogan:

"FILIZOLA....HÁ MAIS DE 100 ANOS PESANDO A VIDA"


E diz, logo depois:

-NOSSA, MAMÃE, ELES ESTÃO HÁ MAIS DE 100 ANOS PENSANDO NA VIDA???

E o que a mamãe fala depois de uma dessa?????


quarta-feira, 6 de fevereiro de 2008

Etapas Vencidas no Officina - Sou Mestra!!!


Scrap das Crianças Lindas

Scrap Kit do Bruno



segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

ORAÇÃO A SÃO JORGE




Eu andarei vestido e armado com as armas de São Jorge
para que meus inimigos, tendo pés não me alcancem, tendo mãos não me peguem, tendo olhos não me vejam,
e nem em pensamentos eles possam me fazer mal.

Armas de fogo o meu corpo não alcançarão,
facas e lanças se quebrem sem o meu corpo tocar,
cordas e correntes se arrebentem sem o meu corpo amarrar.


Jesus Cristo, me proteja e me defenda com o poder de sua santa e divina graça, Virgem de Nazaré, me cubra com o seu manto sagrado e divino,
protegendo-me em todas as minhas dores e aflições,
e Deus, com sua divina misericórdia e grande poder,
seja meu defensor contra as maldades e perseguições dos meus inimigos.

Glorioso São Jorge,
em nome de Deus, estenda-me o seu escudo e as suas poderosas armas, defendendo-me com a sua força e com a sua grandeza,
e que debaixo das patas de seu fiel ginete
meus inimigos fiquem humildes e submissos a vós.

Assim seja com o poder de Deus, de Jesus
e da falange do Divino Espírito Santo.


São Jorge Rogai por Nós.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

terça-feira, 15 de janeiro de 2008

Deixa-me sonhar....

Pelo sonho é que vamos
Sebastião da Gama

Pelo sonho é que vamos,
comovidos e mudos.
Chegamos? Não chegamos?
Haja ou não haja frutos,
pelo sonho é que vamos.
Basta a fé no que temos.
Basta a esperança naquilo
que talvez não teremos.
Basta que a alma demos,
com a mesma alegria,
ao que desconhecemos
e ao que é do dia a dia.
Chegamos? Não chegamos?
- Partimos. Vamos. Somos.


sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Já viu um CAVALO MARINHO?

NÃO É LINDINHO?

P.S. Acho que hoje estou engraçadinha...hehehe

Poor Momma!

myspace layouts

myspace layouts